quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Rota do Marão

Aqui fica um convite por parte do BTT Alfenense

"Bom dia a todos,
Ontem foi-me proposto participar num passeio à Serra do Marão. O convite é extensivo a todos os betetistas.
O Passeio consiste em partirmos do parque de campismo de Amarante em direcção à Pousada, depois seguirmos até as antenas transmissoras (Sra do Marão).
Nesse ponto faziamos uma pausa para almoçarmos, e de seguida faziamos a descida pelo percurso já conhecido da maioria.
Como o passeio não é de cariz organizativo, ou seja, é de autonomia total, a ideia passa por cada um levar alguma coisa para o almoço e lá no topo da serra fazer-mos uma "patuscada".
A data ainda não está definida, embora se aponte para a altura dos feriados de Dezembro.

Sendo assim, gostaria de saber a vossa opinião, e, se estão interessados em participar."


Cumprimentos

Paulo Miranda

Mil e um charcos e 20 metros sentado no guiador. Ai que já vou….

Domingo, 25 de Outubro:

(8:13 am) Mad Max – “É para ir?”

(8:16 am) Mike – “Sei lá meu, que dizes?”

(8:17 am) Mad Max – “Eu ando aflito com a roupa. Não tenho casaco.”

(8.18 am) Mad Max – “Mas posso vestir o de ontem…”

(8:20 am) Mike – “Vamos lá então”

(8:21 am) Mad Max – “Ok”

E assim foi, dez minutos volvidos e já dizíamos “bom dia” aos preguissas Kim Diesel, Posta, Vasco The King, Mekaniku, Abílio e Gil (as minhas desculpas se me esqueci de algum….) que, ao que parece, já estavam ansiosos por pedalar montanha acima.

Seguimos o líder improvisado “Gil” durante cerca de 5 km que aproveitou logo para fazer aquecer os músculos e a alma do pessoal. Diziam alguns bem lá no fundo do pelotão que ele sabia bem o caminho pois, foi avistado por aquelas bandas durante a semana e, ao que parece, andava a treinar para por os mais “preguissas” a comer-lhe o pó.

Depois de tamanha balbúrdia no peito veio a bonança. Uma descida já nossa conhecida que é feita sempre a fundo e que no final é do tipo “martelada sem sossego”, capaz de deixar o material um pouco torcido e os braços dos “rider’s” bem musculados. O terreno pedregoso e escorregadio, com algumas ratoeiras pelo caminho, dificultava a manutenção do equilíbrio Aqui, a técnica sobrepõe-se à vontade e a máxima atenção é fundamental, não vá o Diabo tecê-las……

Mais umas subidas para alegrar a malta “não sei porquê, mas andamos sempre de costas voltadas para as decidas….” e eis que o insólito acontece quando o “King”, teimoso como uma mula, resolveu brindar o pessoal com um banho de lama que, ao que parece, é altamente recomendado nos tratamentos auxiliares de artrite, artrose, reumatismo e dores musculares, tem um efeito relaxante e não é recomendado para pessoas com pressão arterial baixa.

Para alguns, vinha mesmo a calhar mas, para outros, tamanha ousadia não iria ficar sem resposta.

- Pois não é que o “desgraçado” atravessou um charco que outros nem ousaram molhar as meias branquinhas!!

Ouvia-se em bom tom: -“devia ter para aí meio metro de profundidade”; - “viste à altura que a água levantou?”; -“só podias ser tu ó King.”

Uns metros mais adiante e nova serie sucessiva de charcos. “Vai ser agora” – pensou o “Gil”, e num acto de bravura intempestiva e alguma malvadez, atirou-se à “ceguinho seja eu” para dentro do charco mais próximo do “King “ com o objectivo lhe retribuir, com juros, o banho anterior.

Tal intenção logrou-se um fracasso completo e não podia ter tido um desfecho mais cómico pois, em vez de ficar o “King” molhado, ficou o “Gil” a esbracejar que nem uma Rã em época de acasalamento, dentro do charco e com a”bike” em cima das costas.

Será errado dizer-se que não lhe valeu de nada, ficou com algumas medalhas e com a certeza de que acertou no impermeável.

Chegou a hora do descanso e de restabelecer as imergias. A banana mostra-se cada vez mais o fruto preferido dos” preguissas” pois, para além de ter um alto teor de hidratos de carbono, aproximadamente 20g de açúcar, tem ainda uma excelente casca para por em prática a segunda modalidade preferida dos “perguissas”, o arremesso da casca à árvore. Nesta modalidade que ainda não é olímpica, ganha quem conseguir fixar a casca da banana no ponto mais elevado da árvore. Infelizmente não houveram vencedores nem vencidos, ficando os prémios, gentilmente cedidos pelos nosso patrocinadores ( uma placa de fibrocimento para o 1º classificado; 5 Kg de carne do lombo para 2º e para o 3º o preenchimento, gratuito, da declaração de IRS) para distribuição na próxima semana.

Novamente em cima das “bikes” para mais 15 km, de puro prazer, em terrenos planos bastante acidentados, subidas de cair de costas e descidas de cortar a respiração. E foi numa dessas descidas, por sinal a última que coisas estranhas começaram a acontecer. Em primeiro lugar, paramos no cimo da descida para delinear a táctica. Seria um 4-3-3 ou o clássico 4-4-2 ?

Ficou decidido uma formação em fila indiana para injectar o máximo de adrenalina possível nas veias.

Fui o ultimo a arrancar e logo de seguida obrigado a parar para apertar, passe o pleonasmo, o aperto rápido da roda dianteira. A camaradagem do “preguissa” “Abílio” fez-se logo notar pois ao aperceber-se daquele pequeno percalço, resolveu certificar-se de que tudo estava operacional, aguardando até que eu chegasse à sua beira.

Arrancamos mais decididos porque a distância para os primeiros já era considerável.

A descida era bastante acentuada proporcionando velocidades elevadas de forma quase momentânea. Tinha muita pedra solta, godos e pequenos regos que nos obrigava a escolher bem a trajectória e a segurar firme no guiador.

Foi precisamente isso que o “preguissa” “Abílio” não fez, e viu-se bem atrapalhado quando se sentou no guiador e ali permaneceu, com a roda traseira colada à cabeça, por mais de 4 segundos, tempo suficiente para percorrer uns 20 metros e “chorar” alguns gritos de guerra intermediados por alguns palavrões. “Ai que já vou….”

Não deu para cair mas a tez era pálida e os olhos estavam arregalados. “Safei-me de boa, para a próxima desmonto!”

Dali até casa foram cerca de 5 km a esticar no alcatrão. Não é o que mais gosto de fazer por isso, cheguei em último juntamente com o “preguissa” “Mike”, tal e qual o início da manhã.

Para a semana há mais…..

terça-feira, 27 de outubro de 2009

DASSEEEE......

Gostava de lêr alguma coisa sobre o passeio de domingo....
Vamos ter que pagar para escreverem as crónicas... rsrsrsrsrsr

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

ALERTA

Durante estes últimos tempos, tenho dado especial atenção às pandemias, e consequentemente, tenho lido alguns artigos sobre as mesmas. Além da H1N1, chamou-me especial atenção um artigo sobre um vírus denominado "preguiça" que se começou a manifestar em Portugal nos últimos meses.
Os doentes apresentavam alguns sintomas fora do comum e raramente observados, alguns destes sintomas manifestam-se frequentemente na época do frio e outros durante todo o ano.
Um dos sintomas descritos, é uma sensação de frio que se manifesta na maior parte das vezes aos domingos de manhã, fazendo com que as pessoas não se levantem para fazer seja o que fôr, recusam-se mesmo a andar de bicicleta, quando está chuva ou frio.
Outro dos sintomas e consequente do anterior, é um envelhecimento precoce das células da epiderme e uma falta de mobílidade nas articulações dos meios superiores, nomeadamente ao nivel dos dedos, algumas pessoas infectadas, deixaram mesmo de poder escrever e teclar ao computador. Também foram descritos nalguns doentes falta de iniciativa, falta de interesse e uma apatia geral.
Estudos recentes, recomendam para combater este vírus, uma vacina recentemente importada do Japão, amplamente testada em macacos e com resultados muito satisfatórios, no espaço de cinco meses os macacos vacinados começaram a andar de bicicleta e alguns com mais aptidões a escrever artigos e a publicá-los na net.
As autoridades sanitárias, solicitam às pessoas que possam apresentar os sintomas acima referidos, que se dirijam ao centro mais próximo para serem vacinadas.
Nota: Se alguém enfiar o capacete, não é para ofender, é para espicaçar...

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ke tal.....????????

Temos bikes para todos os gostos....

ATENÇÂO:

Não quero ferir susceptibilidades, nem falo em nomes , somente quero manter a chama acesa...












____________________________________________________________
1.Bikes para aqueles que nunca estão em concordância com o grupo
2. Bikes para aqueles que não gostam de molhar o rabinho....
3.Bikes para o pessoal que gosta de dar broa e que tem pernas para andar......
4. Bikes para aqueles que gostam de descanso e pouca actividade física...
5. Bikes para aqueles que o asfalto junto do nariz não é novidade......
Espero ter contribuído para um melhor serão em frente ao computador para todos vós, pelo menos gosto de ou asneiradas ou coisas sérias pelo menos digo alguma coisa.....
Forte abraço
Lá nos encontramos domingo, atenção que vai estar tempo de chuva , daí que impermeáveis em acção.....

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ANTI-DESISTÊNCIAS

Electric Bike

Se estás à procura de uma bicicleta eléctrica ecológica de qualidade, robusta, inovadora com um design moderno,e que te ajude nos trilhos, podes visitar o site http://www.electrics-bike.com/.
Esta marca conta com um um sistema de tracção situado ao nível do pedaleiro que proporciona mais potencia (93 Nm), menos esforço e maior equilíbrio da bicicleta.
A gama Electric Bike foi concebida para todo público ( preguiças íncluídos) e permite atingir os benefícios e prazer do ciclismo tradicional mas com a vantagem de controlar o próprio esforço através dos diversos níveis de assistência eléctrica.
Os preços desta marca começam nos 899 euros e todas as bicicletas partilham do motor de 200 watts, com cerca de 50 km de autonomia ( dá para um domingo de manhã ) e que demora entre 4 a 6 horas a recarregar. Recordamos que as bicicletas eléctricas não necessitam de carta, seguro, nem capacete (mas capacete sempre aconselhado) e permitem uma deslocação sem poluição.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Esclarecimentos Públicos

Venho por este meio solicitar uma reunião urgente com a preguissada em geral ou pelo menos aqueles que poderem e quiserem comparecer para debater alguns assuntos tais como:



1. O que leva os preguissas a faltar tanto aos nossos convívios e passeios....



2. O que leva ao amuo de alguns....



3. O que leva o desagrado pelos trilhos que escolhemos....



4. O que sai na comunicação social sobre nós....



5. O rumo que queremos para o grupo....



6. Entrada na época baixa de participações que é o Inverno...



7. Saber dos elementos que retornam em Julho....



Penso que está elaborada a ordem de trabalhos , para um melhor esclarecimento de todos os elementos o que se passa internamente.



Durante a tarde de ontem chegou-me ás mãos um jornal, que se diz um jornal responsável , coerente e isento com notícias sobre nós, que devemos-nos debruçar sobre elas e tirar ilações....

`

Já agora como é possivél num grupo cerca de 15 elementos , pelo menos dos elementos antigos, ontem comparecerem 8 no local habitual, saírem 8 , a meio ficarmos sem dois deles , na recta final desaparecerem mais dois e no fim chegarmos a S.Romão 4 elementos, 50% de desistências.....isto não anda bem......rsrsrsrrs



Em relação á volta de ontem só tenho a dizer uma coisa, quem está está ,quem não está que estivesse......ahahaahha

Apareçam que nínguem vos come e nem vos quer mal.....

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Uma volta suave...

Foi o solicitado para a primeira incursão dos Ucc's, com os Preguissas, em trilhos de monte...

Manhã com sol e calor, 14 Preguissas deram as boas vindas a 6 Ucc's, para partilharem os trilhos e experiências de pedalar no monte, ( habitat natural dos Preguissas ). A maior parte dos estradistas montava Btt's com equipamento da primeira geração, e o que faltava em tecnologia sobrava em vontade, boa disposição e força nas pernas.

Saímos então para uma volta "suave" e como aperitivo, umas ligeiras rampas em Covelas, nada de complicado, tendo em vista a recompensa, que era fazer uma descida já conhecida e reconhecida por todos como espectacular, com dose de adrenalina qb. Feitas as recomendações aos iniciados, a descida fez-se sem quedas mas com alguns sustos, o piso molhado e escorregadío a isso obrigou, no final da mesma a travessia de um afluente do rio Ave.

Entretanto, um dos Preguissas da família de um Acácio, e com a mesma doença, lembrou-se de sugerir a passagem para os montes da Trofa, e lá se foi a suavidade, na primeira subida os parafusos de algumas bikes começaram a ranger, e os primeiros rsrsrsrsrss... faziam-se ouvir. Com a determinação necessária e mais um ranger, agora de dentes, a coisa fez-se e no final mais uma assembleia para chamar nomes ao(s) culpado(s), isto não se faz a quem vem pela primeira vez.


Mas como do outro lado da subida há quase sempre uma descida, depressa o sacrifício foi esquecido, esta ainda mais espectacular que a anterior, foi feita por quem pôde a velocidades estonteantes. Alguns correram riscos desnecessários, tal a velocidade, uma queda nestas circunstâncias e a visita ao hospital era garantida, ( isto é para o King e para o Mecaniku ) assim se pode estragar uma manhã de convívio, vi-os passar e só não caíram por sorte e alguma habilidade, há que ponderar os riscos, meninos...


No final, uma pausa para o lanche e para trocar impressões sobre a descida, também sobre a continuidade do passeio: Subimos muito ou pouco, eram as opções; optou-se por uma subida fod... alguém se queria "vingar" do domingo anterior, esta subida com 2.5kms, tem algumas rampas de cair para trás e deixou marcas nalguns. Do outro lado mais uma descida para compensar, entrámos então em caminhos planos junto aos campos de milho e com destino traçado - Tasco em Lantemil. Antes e para acentuar o sacrifício, um caminho cheio de bosta, (merd...) que se colou às bikes e aos sapatos, Como volta de boas-vindas, não poderia ser melhor...

Umas minis, umas receitas e umas fêveras, foi o retemperar das forças, depois do violento esforço, alguns por causa do cheiro a bosta, não entraram...

Para finalizar, o regresso ao Seixinho com mais uma subida longa, a fazer desmembrar o pelotão, e duas correntes partidas, de vez em quando convém olear as correntes...

Como passeio de iniciação, foi um bocado puxado, tendo em conta as montadas de alguns e a inexperiência, por outro lado transmitiu a verdadeira essência do Btt, nas suas várias vertentes, tendo como ponto alto o banho de bosta... Sejam bem-vindos ao nosso mundo.


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

17 PREGUISSAS

E ainda só 4 se manifestaram em relação a inscreverem-se na UCC.
Sendo assim penso que o melhor será: Quem estiver interessado, inscreve-se e pronto.
Ainda há liberdade de expressão, de escolha, e liberdade para ser livre.
Isto da democracia muitas vezes não funciona...

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Etapa da Volta...2009

Estimados Preguissas,

Faço o convite para vêrem este sítio...

http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=Dia-de-descanso-na-Volta-dedicado-ao-cicloturismo.rtp&headline=20&visual=9&tm=3&article=269904

No dia do descanso da volta á Portugal a UCC participa sempre com alguns elementos que antecipadamente se inscreveram. É sempre giro vêr a malta na RTP1.

Vejam a receita do Camposa....Lol.

Referendo dos Preguissas...

Boas

Como isto está na moda aqui está a pergunta do referendo preguissal:

O que acharam da proposta do pessoal da UCC, sim ou não?

Este tópico serve para avaliar e analisar os interesses e vontades dos preguissas em geral.
Gostava que todos os preguissas debatessem este assunto , pois é do agrado de todos, penso eu....quando digo a todos digo mesmo a todos aqueles que gostam de se manifestar sempre e aqueles que é só duas vezes por ano.

Eu já que estou com a mão na massa e pelo que conheço de ambas as partes a minha opinião é que sim, não deixa de ser uma ideia engraçada, socialmente benéfica , em prol do desporto e com a vertente de quem quiser fazer estrada faz , se não faz monte, é á vontade do freguês....

Façam o favor se não for muito incomodo expressem alguma coisa

Forte amplexo

domingo, 4 de outubro de 2009

Analogias...

Tempo de Outono, bom para andar de bicicleta, pouco calor e uma brisa fresca para suavizar o esforço. Encontro no café S. Romão com a outra espécie de ciclistas, os de estrada, 8 ou 9 estradistas e 6 Preguissas do monte arrancaram em direção à Povoa do Varzim, primeira volta de confraternização entre estas duas espécies.
A espécie do monte, com as suas bikes todo o terreno, 2 delas kitadas para incursão na estrada, partiram com a mesma filosofia de sempre, vamos com calma e ao mesmo tempo observar o comportamento da outra espécie, por norma mais nervoso e explosivo. Em estrada o comportamento é diferente, as próprias bikes a isso induzem, as reações são rápidas e precisas, tipo Fórmula1.
As bikes do monte, algumas a pesarem o dobro das primas, lá as acompanharam a bom ritmo, que isto de andar na estrada é um bocado diferente, mas o que é preciso é pernas. De qualquer maneira nós podemos andar com as primas no seu terreno, as primas é que não nos podem acompanhar no monte.
Algumas das primas ( bikes ) são uma espécie de "socialites" que para emagrecerem 100gr. pagam fortunas, muito botox, carbono e mesmo algum silicone para tapar algumas rugas. Têm um ar convencido e vaidoso, mas é a sua natureza, finas, elegantes e bem parecidas, mas não deixam de ser família.
Quanto ao passeio, acho que tudo correu bem, chegámos à Povoa, lanchámos, bebemos umas minis e apreciámos as belezas que a beira-mar nos oferece. O retorno não foi feito na totalidade por mim e pelo Gil, logo não tenho conhecimento do total do percurso, mas penso que correu tudo bem.
Uma palavra de solídariedade a todos os montadores destas espécies de bikes que muitas vezes passam sacrifícios e privações várias, para as manterem em forma e com boa aparência.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Resultado da reúnião com os UCC.....

Para além de umas minis bem bebidas, o convite era alargado a todos "us preguissas" para uma incursão na associação UCC que para além de boa gente gosta de pedalar e gostava muito de arriscar umas voltas pelo monte, já que vamos para o Inverno e é mais agradavél.

Nada mais do que umas vezes vamos com eles e outras eles vêm connosco , ou cada um vai onde quer.....

Contra partidas á uma jóia de 10€ por mês , que não deixa de ser uma quota para a associação, que depois serve para umas deslocações tanto nossas como deles, visto eles terem uma carrinha que leva 10 bikes e sete homens, para o gasóleo se for preciso se alguém levar carro, para um lanche para os associados, etc, uma associação não deixa de ser uma grupo , mas é um grupo organizado.
Existe também a vertente de antecipação que é : paga-se 70 € têm-se direito a um equipamento completo de inverno/ verão e com a vantagem de 7 meses de quotas pagas, não deixa de ser uma salva guarda de aqueles que vão duas vezes e não aparecem mais e ficam com o equipamento de borla, finos.....

Enfim daquilo que presenciei é uma situação interessante e que revela algum sentido de responsabilidade visto que para além de muitas coisas está previsto ( já foi falado com o presidente Ramos), está previsto terem uma sede da associação nas futuras instalações da junta de S. Romão

Agora está marcado para domingo um pequeno passeio de estrada, coisa pouca, para melhor esclarecimento e convívio entre todos que é o nosso principal objectivo....

Por isso se gostas de andar de bike, gostas da animação brava, de aventura, de gajas boas, e de praticar desporto saudavél aparece ás 8 em ponto no domingo no café S.Romão "us preguissas" lá estarão para te prestar apoio e inter-ajuda democrática.....

Grande abraço
Ocorreu um erro neste dispositivo